Imagem Interna

PRODUTOS

  • Mercado de Capitais

    Mercado de Capitais

  • Fusões e Aquisições

    Fusões e Aquisições

  • Banco de Investimentos

    Banco de Investimentos

  • Fusões e Aquisições

    Fusões e Aquisições

  • Derivativos

    Derivativos

  • Derivativos

    Derivativos

  • Aplicações

    Aplicações

  • Derivativos

    Derivativos

  • EMPRÉSTIMOS

    EMPRÉSTIMOS

  • Recebíveis

    Recebíveis

  • Agronegócio

    Agronegócio

  • Comércio Exterior

    Comércio Exterior

  • Repasses Governamentais

    Repasses Governamentais

  • Fianças

    Fianças

+ ver todas

FALE CONOSCO

canal de comunicação com nossos profissionais.

CLIQUE AQUI

Banco de Investimento

UMA EQUIPE
ESPECIALIZADA
NA ARTE DE
ASSESSORAR SUA            
EMPRESA.

 

MERCADO DE CAPITAIS

O Banco ABC Brasil está entre os principais players do mercado de capitais brasileiro, atuando na intermedição de ofertas públicas tanto as registradas na CVM ou com esforços restritos de distribuição, locais ou internacionais. Adicionalmente oferece soluções de alteração do perfil de dívida das empresas que assessora, bem como dívidas estruturadas para financiamento de projetos, aquisition finance, etc. O Banco atua de maneira destacada em operações de renda fixa no mercado doméstico, oferecendo os seguintes serviços de estruturação de valores mobiliários:

Notas Promissórias

A Nota Promissória é um instrumento de renda fixa de curto prazo -  máximo de um ano - , com pagamento único de juros e principal na data de vencimento. Importante fonte de financiamento permite o acesso à poupança em uma captação de curto prazo.

É um produto bastante utilizado em operações de empréstimo-ponte, que permite adiantar recursos para seu emissor enquanto uma operação de financiamento de longo prazo é estruturada ou ainda em momentos de incerteza em relação às de taxas de juros.

Debêntures

A Debênture é um instrumento de renda fixa adequado para captação de recursos de longo prazo. Tem como principal vantagem, a flexibilidade na sua composição. Outra vantagem é que o cronograma para pagamento de juros e principal pode ser customizado. As debêntures podem ser simples ou conversíveis em ações, podem contar com garantia real, flutuante, fidejussória ou não contar com garantias. Com relação à remuneração, pode ser atrelada a um índice de preços ou a uma taxa de juros flutuante.

FIDC

Os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) são fundos fechados desenvolvidos com o objetivo específico de adquirir direitos creditórios, performados ou não, de uma empresa ou grupo de empresas, de acordo com critérios preestabelecidos na regulamentação do Fundo. A operação é vantajosa para a empresa, pois não se configura como endividamento, mas sim como cessão de uma carteira de recebíveis. O Fundo capta os recursos necessários para a aquisição dessa carteira emitindo cotas lastreadas nos recebíveis, que serão adquiridas por investidores qualificados.

CRI

Para empresas que possuem direitos creditórios imobiliários – como recebíveis de contratos de locação ou da venda de imóveis –, outra alternativa para captação de recursos é a cessão desses direitos creditórios para uma Companhia Securitizadora, para que esta emita Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) lastreados em tais recebíveis. Este tipo de operação também não se configura como endividamento para a empresa, mas sim como cessão de uma carteira de recebíveis. Podem ser montadas estruturas de ‘Sale & Lease Back’, ‘Built-to-Suit’, entre outras.

Distribuição no Mercado Primário

O Banco ABC Brasil possui ampla capacidade de distribuição dos títulos e valores mobiliários que estrutura, mantendo um relacionamento próximo com os principais fundos de pensão, assets, private banks, family offices e instituições financeiras do país.

Realização de Empréstimos Estruturados

Além dos títulos e valores mobiliários, a área de Mercado de Capitais do Banco ABC Brasil também estrutura e coordena operações de empréstimos estruturados, com configurações mais complexas como o compartilhamento de garantias em operações sindicalizadas, incluindo Fianças, Cédulas de Crédito Bancário (CCBs), entre outros.

 


 

Prospectos de Operações Realizadas

Cliente Mês/Ano Título Montante da Emissão Prospectos

Companhia Paulista de Securitização - CPSEC

Maio 15

Debêntures

R$ 600 milhões

Anúncio de Encerramento

Comunicado de Retomada de Oferta - CPSEC

Aviso ao Mercado

Comunicado de Alteração de Oferta

Anúncio de Início

Prospecto Definitivo

BNDESPAR

Junho 13

Debêntures

R$ 2.500 milhões

Prospecto
Preliminar

Rodovias do Tietê S.A.

Maio 13

Debêntures

R$ 1.065 milhões

Prospecto
Definitivo

MGI - Minas Gerais Participações S.A.

Setembro 12

Debêntures

Até R$ 400 milhões

Prospecto Definitivo

Mineração Caraíba S.A.

Junho 12

Debêntures

R$ 40 milhões

 

CPSEC - Companhia Paulista de Securitização

Abril 12

Debêntures

R$ 600 milhões

 

Virgolino de Oliveira S.A.

Dezembro 11

Debêntures

R$ 92 milhões

 

Virgolino de Oliveira S.A.

Dezembro 11

Notas Promissórias

R$ 10 milhões

 

Rodovias do Tietê S.A.

Dezembro 11

Notas Promissórias

R$ 484,2 milhões

 

Vértico Limeira Empreendimentos Imobiliários S.A.

Novembro 11

Debêntures

R$ 20 milhões

 

Brazilian Securities S.A.

Outubro 11

Debêntures

R$ 60 milhões

 

Veremonte Participações S.A.

Julho 11

Debêntures

R$ 15 milhões

 

 

Rodovias do Tietê S.A.

 

Junho 11

Notas Promissórias

R$ 484,2 milhões

 

Caiua S.A.

Abril 11 Notas Promissórias  R$ 65 milhões  

 

Rodovias do Tietê S.A.

 

Dezembro 10

Notas Promissórias

R$ 450 milhões

 

 

Mineração Caraíba S.A.

 

Novembro 10

Debêntures

R$ 23 milhões

 

Trisul S.A.

Maio 10  Debêntures  R$ 30 milhões  

CAESB S.A.

Maio 10 FIDC R$ 120 milhões  

Via Bahia S.A.

Fevereiro 10  Debêntures R$ 100 milhões  

Inpar S.A.

Fevereiro 10

Ações

R$ 246 milhões

 

Alupar S.A.

Dezembro 09  Debêntures  R$ 250 milhões   

 

CCR S.A.

Abril 09

Notas promissórias

R$ 650 milhões

 

 

CCR S.A.

Novembro 08

Notas promissórias

R$ 650 milhões

 

Unidas S.A.

Julho 08  Debêntures  R$ 250 milhões   

Trisul S.A.

Julho 08  Debêntures  R$ 200 milhões   

Banco Paulista S.A.

Julho 08  FIDC R$ 100 milhões   

Klabin Segall S.A.

Junho 08  Debêntures  R$ 230 milhões   

CCR S.A.

Maio 08  Notas
Promissórias
R$ 650 milhões   

Le Lis Blanc S.A.

Maio 08  Ações  R$ 150 milhões   

EMAE S.A.

Dezembro 07  Notas
Promissórias
R$ 22,5 milhões   

CELESC S.A.

Novembro 07  FIDC   R$ 200 milhões   

Trisul S.A.

Outubro 07  Ações    R$ 320 milhões   

Company S.A.

Julho 07  Debêntures  R$ 75 milhões   

Omni S.A.

Julho 07  FIDC   R$ 100 milhões   

CESP S.A.

Junho 07  FIDC R$ 1.250 milhões  

EMAE S.A.

Maio 07  FIDC R$ 67 milhões   

CESP S.A.

Maio 07  Notas
Promissórias
  R$ 119 milhões   

Ecovias S.A.

Dezembro 06  Debêntures  R$ 450 milhões   

EMAE S.A.

Dezembro 06  Notas
Promissórias
R$ 20 milhões   

Energisa S.A.

Setembro 06  Debêntures    R$ 350 milhões   

Paraná Banco S.A.

Agosto 06  FIDC   R$ 101 milhões   

CESP S.A.

Agosto 06  FIDC   R$ 650 milhões   

CESP S.A.

Julho 06  Ações  R$ 3.200 milhões   

Banco Panamericano S.A.

Janeiro 06  Debêntures   R$ 250 milhões   

Banco BMG S.A.

Novembro 05  FIDC   R$ 106 milhões   

Fertibras S.A.

Outubro 05  Debêntures R$ 90 milhões   

CESP S.A.

Outubro 05  FIDC  R$ 650 milhões   

NET S.A.

Setembro 05  Debêntures  R$ 650 milhões   

Furnas S.A.

Maio 05  FIDC R$ 900 milhões   

CADIP S.A.

Maio 05  Debêntures    R$ 120 milhões   

CESP S.A.

Janeiro 05  FIDC  R$ 450 milhões   


 

[ TOPO TOPO ]